Você já se sentiu desanimado por não conseguir realizar um projeto? Ficou frustrado quando percebeu que a dieta foi por água abaixo quando cedeu a tentação no final de semana? Ou se sentiu frustrado por ter começado o curso de inglês “n” vezes e nunca ter ido até o fim? Ou desanimado por ter desistido daquela aula de violão? E até chegou a pensar que talvez não fosse digno de realizar um sonho que tanto desejava? Bem vindo! Saiba como se manter motivado mesmo quando tudo o que você quer é desistir.

manter motivado

Todos nós já passamos por algum momento de intenso desânimo e sem forças quando não chegamos ao final de um objetivo. Mais do que te de deixar de cabeça-pra-baixo, eles esgotam totalmente suas reservas positivas com relação a suas expectativas futuras. Você até mesmo começa a se perguntar “será mesmo que eu mereço ou será mesmo que posso conseguir, que posso chegar onde realmente quero?”. Esse estado enfraquecedor parece surgir justamente quando mais precisamos daquele esforço extra.

Quando for dar uma guinada na sua vida, você vai passar por um processo de mudança e toda mudança gera medo e desconforto… Isso é real e gera a inação, mas tenha certeza: tanto o medo, quanto o desconforto podem ser superados. Nós lidamos com eles todos os dias se nosso objetivo é chegar a algum lugar e você não é pior do que nós ou qualquer outra pessoa e você também pode enfrentar esses medos. Sim, eu sei que você está ocupado, cansado, oprimido, chateado, de saco cheio, sem foco e que você não tem tempo… Nós também. E que tal olhar pra tudo isso de uma forma?

A natureza é cheia de ciclos e é normal que você passe por fases mais ativas e por fases de menos energia. Por isso, quando seus ciclos de consistência falharem, preste atenção: o que será que vai te dar energia nesse momento? Como se manter motivado? Ficar atento a esses ciclos e determinar ser consistente pode te ajudar em todos os âmbitos: desde projetos de trabalho até para fazer exercícios físicos, estudos, práticas espirituais, enfim… todas essas coisas que sabemos que são saudáveis para nosso desenvolvimento e que deveriam fazer parte de nossa rotina.

É isso. Consistência. Quando a motivação vier será bem vinda, mas não é preciso depender dela. Você precisa de foco.Qual seu sonho e o que você pode fazer para alcançá-lo agora? Defina ou redefina rotas. Arrisque-se. Se dê outra chance. Crie motivações novas. E coloque os pés no chão. Entregue-se de corpo presente para sua meta, é preciso transformar o medo do futuro em curiosidade, só assim é possível saborear cada passo que você dá pensando no futuro e não tão preso ao passado.

Você precisa enxergar um futuro que valha a pena e deixar isso como ponto focal, mas para isso, precisa pensar em metas plausíveis. De nada adianta pensar: “quero emagrecer 10 quilos em um mês ou quero me tornar mestre no violão em apenas uma semana”. Você precisa traçar objetivos que realmente estão dentro da sua realidade, não vale viver em função de um futuro improvável e não é novidade que a vida muda – e quanto mais clareza temos dos nossos objetivos, mais fortalecidos nos tornamos.

Thiago Campos é jornalista. Lívia Duccini é psicóloga. Sonhadores e curiosos, são apaixonados por viagens, gastronomia, escrever e pela simplicidade dos pequenos momentos. Acreditam em um mundo melhor, onde as pessoas possam trabalhar com o que amam e realizar os seus sonhos.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterGoogle+0