Sair da zona de conforto é o grande lema do Zona de Desconforto. Bom, para começar, zona de conforto pode ser entendida como uma série de atitudes e comportamentos que adotamos por puro costume. Aqueles que estão perfeitamente acomodados à sua rotina, quem não se arrisca e aceita as coisas como são.

Se você odeia seu emprego, mas não faz nada para deixá-lo mais prazeroso ou não busca outras alternativas profissionais, você está na zona de conforto.

Se você gostaria muito de perder alguns quilinhos, mas não deixa de comer besteira e não inicia uma atividade física, você está na zona de conforto.

Se você não está satisfeito com seu relacionamento atual e não procura com o seu parceiro (a) meios de melhoria para ser feliz, você está na zona de conforto.

Sair da zona de conforto nos permite vivenciar coisas incríveis e únicas. Confira 7 atitudes para você sair da zona de conforto de vez!

Como sai da zona de conforto

1 – Avalie sua vida
Fique um tempo sozinho para pensar sobre seus hábitos. Atitudes se tornam inconscientes, muitos você não percebe que estão te levando para trás, mas se você conseguir refletir a respeito deles, pode chegar a algumas conclusões.

Pense com você mesmo: quais atitudes praticadas por você não te satisfazem? Há espaços para melhorias? Quais hábitos poderiam ser feitos de forma diferente? Quais atitudes te impedem de encontrar ideias novas e criativas? Sem ideias novas, sem aprendizados. Sem aprendizados, não há mudança bem sucedida.

2 – Reconhecer que está na zona de conforto
Pronto. Você refletiu e viu que em alguns aspectos pode estar na zona de conforto. Seja no trabalho, em um relacionamento ou até mesmo em várias fases e momentos da sua vida.

Muitos permanecem onde estão por medo, alguns até acham que o comodismo e a estabilidade evitam novas frustrações. Errado. Sair da zona de conforto e ir em direção à zona de desconforto é enriquecedor, amplia sua produtividade e suas oportunidades.

Não se esqueça. A sua vida começa quando você sai da zona de conforto e vai para a zona de desconforto. Sabe aquela vontade de fazer o que te faz feliz? Sabe aquele desejo de correr atrás para realizar os seus sonhos? Sabe quando a ficha cai e você se dá conta que pode ser muito mais feliz do que é? Sim, é quando você finalmente começa a agir em busca da sua felicidade plena.

Como sair da zona de conforto

3 – Seja quem você realmente é
Muitos hábitos são criados apenas para nos encaixarmos na sociedade. A maioria das pessoas se torna o que ela acredita que os outros esperam dela e algumas vezes nos perdemos no meio disso. Precisamos fazer algo por acreditar nisso, por se identificar e por uma única causa que pra você valerá a pena, não para os outros. Você precisa se colocar em primeiro lugar. Se você não fizer isso, ninguém fará.

4 – Crie coragem
Você precisa de coragem para sair da zona de conforto e mover-se em direção à sua zona de desconforto. É preciso estar disposto a enfrentar o desconforto para que você cresça e amplie sua potencialidade em todos os sentidos.

5 – Faça
Comece. Mesmo que seja devagar, mas comece. Enfrente pequenos novos desafios. Seja um novo idioma, uma nova maneira de realizar o seu trabalho, um novo esporte, entre outros. É um ciclo. Ao aplicar energia em um novo desafio, te dará mais autonomia e visibilidade para outros projetos. Lembre-se que a mudança de um único hábito pode fazer toda a diferença na sua vida.

Como sair da zona de conforto

6 – Saia da rotina
Viaje! Conheça um novo restaurante! Vá a algum lugar que nunca foi antes! Se dê a oportunidade de conhecer novas pessoas. Leia um novo livro.

Não importa quanta grana você tem, sempre há uma oportunidade de fazer algo diferente que deixará sua criatividade mais aguçada.

7 – Não deixe para depois
Ok. Você já começou a alterar alguns hábitos, mesmo que mínimos. Agora é hora de observar suas atitudes e pensamentos perante aqueles hábitos.

Comece desde já a eliminar pensamentos que postergam suas atitudes: “segunda-feira começarei o regime de vez”, “hoje estou muito cansada”, “não vou fazer hoje não”, “minha vida não vai mudar em nada mesmo”. Sair da zona de conforto não é uma tarefa fácil, gera medo, gera angústia e o principal: gera resistência e, com isso, surgem as desculpas e justificativas, que te impedem de correr atrás dos seus sonhos e de sair do comodismo.

Sim. A zona de conforto pode até ser prazerosa, irredutível e sedutora. É a nossa grande tendência de fazer o que é fácil, cômodo e rotineiro. Porém, o conforto está longe de ser confortável.

Assim que você vivenciar a zona de desconforto com sucesso e se sentir mais vivo do que nunca, você saberá que a segurança é ilusão. Tudo depende de você. E você, aonde quer chegar?!

Thiago Campos é jornalista. Lívia Duccini é psicóloga. Sonhadores e curiosos, são apaixonados por viagens, gastronomia, escrever e pela simplicidade dos pequenos momentos. Acreditam em um mundo melhor, onde as pessoas possam trabalhar com o que amam e realizar os seus sonhos.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterGoogle+0