“Como nós vivemos nossos dias, é como nós vivemos nossas vidas.”Annie Dillard. O Zona de Desconforto se inspirou em um texto super inspirador do blog 99Jobs. A mentalidade tradicional, muito inspirada no “American Dream” nos ensina desde muito cedo que temos que crescer, ir para a faculdade, encontrar um trabalho (emprego) com um bom salário que nos permita sustentar uma família, se aposentar aos 65 anos, para então termos cumprido nossa missão de vida.

Como encontrar um trabalho que valha a pena?

Há um pequeno problema com essa mentalidade: dificilmente ela leva à realização. Uma pesquisa sobre satisfação no trabalho feita em 2013 pelo Instituto Gallup mostrou que mais de 70% dos trabalhadores americanos não se sentem engajados e satisfeitos com seus trabalhos. Quase um quinto dessas pessoas estava tão descontente que conscientemente falava mal do trabalho de seus colegas!

Acho que esse sentimento de falta de propósito no trabalho decorre do nosso fracasso como sociedade em incentivar as pessoas a se fazerem perguntas simples, mas que muitas vezes não tem respostas simples como: Quem sou eu? O que eu quero? Por que estou aqui? O que eu quero para o mundo? Qual é o meu propósito? Por quê?

Ao longo dos últimos dois anos, perguntei a muitos dos meus amigos mais jovens por quê eles queriam fazer o que queriam fazer, e nenhum deles respondeu: “ganhar muito dinheiro para que eu possa comprar coisas legais”, “ser dono de uma empresa para que eu possa ter muito poder”, ou ” fazer o tempo passar o mais rápido possível, fazendo o menor esforço possível, para que eu possa me aposentar dentro de 40 anos”.

Ao invés disso, eles disseram coisas como: “Eu quero ensinar adolescentes urbanos a como evitar dívidas e virarem empresários bem sucedidos”, “Eu quero inspirar jovens a pensarem que podem ser engenheiras, e não bonecas Barbie”, “Eu quero ensinar crianças como cultivar os seus próprios alimentos “, e “eu quero assegurar que as grandes corporações reduzam sua pegada de carbono.”

Como encontrar um trabalho que valha a pena?

Foto: Ryan McGuire

Em vez de esperar pela aposentadoria, eles estão se perguntando qual é o seu objetivo, e eles estão determinados a encontrar oportunidades e organizações e que compartilhem seus sonhos.

Existe um monte de livros sobre como encontrar um trabalho significativo e a maioria deles nos pede para determinar nossa vocação na vida. Esses livros me assustam muito. Ao contrário, o livro The BreakthroughQuarter-Life, propõe que para encontrar um trabalho significativo é preciso fazer perguntas complexas, ao invés de se contentar com respostas fáceis. Vamos aceitar a ideia de que poucas pessoas têm apenas um propósito, uma verdade, ou um chamado. Nosso propósito muda ao longo da vida, enquanto experienciamos diferentes empregos, viajamos para novos lugares, conhecemos novas pessoas, e envelhecemos.

*Texto publicado originalmente no site Good (http://magazine.good.is/articles/how-to-find-meaningful-work-start-with-asking-the-right-questions)

Thiago Campos é jornalista. Lívia Duccini é psicóloga. Sonhadores e curiosos, são apaixonados por viagens, gastronomia, escrever e pela simplicidade dos pequenos momentos. Acreditam em um mundo melhor, onde as pessoas possam trabalhar com o que amam e realizar os seus sonhos.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterGoogle+0