Foi através de uma viagem que nos encontramos. Foi através de uma viagem que descobrimos o quanto nossa vida poderia ser muito mais abençoada, muito mais criativa, muito mais dinâmica, muito mais enérgica, muito mais divertida e com muito mais sentido.

Se olharmos para trás, quem éramos antes da viagem que mudou nossa vida e compararmos com quem somos agora, parece que não existíamos antes, parece que não vivíamos e sim sobrevivíamos, vivíamos na bolha da zona de conforto e até aquele momento, tudo era “bom”, ou melhor, tudo era normal e a felicidade se encontrava nos intervalos da vida: nos finais de semana, nos feriados ou quando chegávamos em casa pós trabalho. E isso é ser normal?

A viagem que mudou nossa vida

Não. Não é normal se cada dia que passava da viagem, surgia uma angústia absurda por se aproximar o dia do retorno ao trabalho. Não é normal se você nunca se viu tão feliz e essa felicidade nem se compara com a rotina maçante que você leva. Não é normal se seu mundo se torna mais incrível a ponto de você desejar aquilo todos os dias.

A lição que levamos é que terminamos nossa viagem muito melhor do que éramos antes de ir. A viagem é algo que faz com que você se torne uma pessoa melhor. Como e por que viagens podem te ajudar a ser alguém melhor?

Mais sociável – É nadar ou se afundar na estrada. Você puxa assunto até na fila do ônibus e fica mais atento ao seu redor. Quando começamos a viajar, éramos mais introvertidos e não nos sentíamos tão confortáveis falando com quem não conhecíamos. Agora é normal, o estranho é não estabelecer novos contatos durante nossas viagens. Ah, e depois de um tempo você começa a diversificar o assunto, você vai evoluir na conversa fiada e como fazer perguntas interessantes – as que importam e dizem mais sobre a pessoa.

Mais confiante – Você está desbravando o mundo. Fez inúmeras caminhadas, mergulhou, experimentou comidas nunca saboreadas antes, superou o medo da altura ou de viajar de avião. Resumindo, fez coisas diferentes e fora da sua zona de conforto. Como você pode não ser mais confiante? Como você pode não ter certeza de suas habilidades? Depois de realizar tanta coisa diferente, você vai se sentir muito mais confiante em sua capacidade de alcançar qualquer coisa que você põe na sua mente.

Mais adaptável – Você já perdeu seu voo, já provou comida ruim, dormiu em cama dura, seu pneu furou e muito, muito, muito mais. Depois de um tempo, seu “plano b”, vira “plano a” e assim por diante. Você aprende como adaptar seus planos para situações de mudança. Você não fica mais irritado, você não fica com raiva, você acabou de mudar o que você ia fazer e seguir em frente. A vida sai da rota algumas vezes e você tem que se acostumar, mas para isso precisa passar por diversas situações até encarar isso como “normal”.

A viagem que mudou nossa vida

Mais aventureiro – Quando você se torna confiante em sua capacidade de fazer qualquer coisa, você vai fazer qualquer coisa. Na semana passada, fomos convidados a jantar em um restaurante especializado em comidas apimentadas. Gostamos muito de comida bem temperada, mas apimentada em si era algo novo para nós. Ok, comemos a comida mais apimentada do mundo. E por quê? Porque queríamos. Qual é o propósito da vida se não for para sair de sua zona de conforto? Nossas bocas estavam em chamas (rs), mas faríamos tudo de novo.

Mais inteligente – Você vai aprender mais sobre o mundo. Você vai aprender sobre pessoas, história, culturas e lugares que antes você só sonhava. Resumindo, você terá uma melhor compreensão sobre como tudo funciona e como as pessoas se comportam. Isso é algo que não pode ser aprendido em livros, você só vai adquirir com experiência.

Menos materialista – Nas viagens, você aprende o quão pouco você realmente precisa. Você vai perceber que a felicidade adquirida em roupas, restaurantes caros ou sapatos é passageira.

Mais feliz – Viagens simplesmente lhe ensinam como ser feliz. Você vai se tornar mais relaxado, mais confiante e enxergar o mundo como um lugar mais brilhante e próspero. Como você pode não estar feliz com a vida depois de toda experiência adquirida em viagens?

Sabe aquela velha e conhecida frase do escritor norte americano Neale Donald Walsch: “a vida começa do lado de fora da sua zona de conforto”? A frase define exatamente o que aconteceu conosco, precisamos ultrapassar nossos próprios limites internos para redesenhar nosso propósito de vida. E você? Quando foi a última vez que fez algo novo? Quando foi a última vez que uma viagem te ajudou a cruzar suas próprias fronteiras interiores?

Thiago Campos é jornalista. Lívia Duccini é psicóloga. Sonhadores e curiosos, são apaixonados por viagens, gastronomia, escrever e pela simplicidade dos pequenos momentos. Acreditam em um mundo melhor, onde as pessoas possam trabalhar com o que amam e realizar os seus sonhos.
Gostou? Compartilhe!Share on Facebook0Tweet about this on TwitterGoogle+0